dark

Walter sinaliza acerto com Santa Cruz e já fala em fazer gol no Sport: “Vocês vão ver a festa que eu vou fazer”

A intenção de Walter era dar explicações sobre um vídeo antigo em que provocava o Santa Cruz. Em negociação para reforçar o elenco coral na próxima temporada, ele foi além. Na transmissão realizada nas redes sociais, listou quatro razões para defender o Tricolor e prometeu comemorar caso marque gols contra o Leão.

 “Vídeo, a gente faz, jogador faz vídeo, faz isso, faz aquilo, e depois joga contra o outro time. O mais importante é que eu nunca faltei com respeito a torcedor nenhum. Eu sempre respeitei os torcedores. Jamais faltei com respeito ao torcedor do Santa Cruz”, declarou, admitindo que é – ou era – torcedor do Sport, mas prometendo “dar a vida” pelo Tricolor.

Não foi a sua única promessa, aliás.

“Sempre falei, sim, que era torcedor do Sport, porque eu era moleque, entendeu? Só que eu joguei no Santa Cruz. Quem me abriu as portas foi o Santa Cruz. Se um dia eu jogar contra o Sport, se eu for para o Santa Cruz, eu vou fazer gol, vou tentar dar o meu melhor. E vocês vão ver a festa que eu vou fazer.”

Razões para ser tricolor

Em seu “pronunciamento”, o atacante enumerou quatro motivos para defender o Santa Cruz.

“Santa Cruz grande. A torcida gigante e tem um diretor que eu conheço muito bem, que é o (Marcelo) Segurado. E quarta: tem a minha mãe. Eu vou jogar para a minha mãe me ver pessoalmente, e fazendo gol para ela. Porque minha mãe nunca me viu jogando pessoalmente, tipo assim, em Recife”, listou.

Motivos que, segundo ele, são suficientes para que ele aceite uma proposta salarial abaixo de outras que recebeu – e do que recebeu no Botafogo-SP, seu último clube.

“Se eu acertar no Santa Cruz, eu vou perder a metade do salário que eu ganhava, vou (por um salário) bem abaixo que que eu ganhava. Vou por quê? Porque o Santa Cruz é grande, tem uma torcida que é louca, nunca neguei isso para ninguém.”

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagem anterior

Pernambuco parou no tempo, afirma Antonio Coelho

Próxima postagem

Deputado Fabrizio Ferraz leva demandas da segurança ao secretário de Defesa Social

Veja também